27 novembro 2010

Namoro e HIV - Contar ou não Contar?


Não considero este texto como continuação do anterior que falo sobre “O HIV e Namoro” tipo Homem Aranha1, 2 e 3. Darei aqui algumas dicas que colhi de amigos queridos conquistados este ano. Se você realmente ama alguém, essa pessoa estando ou não com vírus, o amor não se anula. Quem verdadeiramente ama estará sempre próxima do ser amado independente do que seja.Se assim não for melhor manter distancia, pule fora, vaze, pois não é amor
1º Se você for soro-positivo e tiver um parceiro de sorologia diferente não tem obrigação de dizer a ele que tem o vírus, mas tem a obrigação de sempre prevenir o contágio usando preservativo, e isso também é obrigação para ele.
Essa de praticar sexo sem camizinha é coisa que não está com nada, afinal não é só HIV que se pode pegar sem o uso dela. Outra que camisinha é para usar em todas as relações sexuais, no sexo casual ou não. Além do que evita aquela “checada” desagradável.
2º Se você estiver algum tempo com esse parceiro e sentir uma obrigação moral de falar sobre isso, tem toda liberdade, penso que isso seja bom, mas antes dê uma sondada no cara, veja se ele tem estrutura para saber. Se ele tem conhecimentos sobre o HIV reais e não fantasiosos.
3ª No caso dele não ter maturidade: converse com ele sobre o assunto, dê uma sondagem do que ele conhece, dê informações para ele, com folders, informação da internet, mostre esse blog para ele tipo sem querer. Crie mecanismo de informações sem ele saber.
4ª Procure histórias de pessoas que convivem com soropositivos, de sejam soros-discordantes (onde um dos parceiros tem e outro não) e deixe a vista dele.
5º Se ele responder bem as informações, ou já as tiver, procure um lugar calmo, em um dia sem correrias e fale sobre sua sorologia, isso se quiser dizer (se eu tivesse faria isso)
6ª Nunca diga isso no primeiro mês da relação (do namoro), como já disse antes, você não tem a obrigação de falar sobre isso, mas da prevenção sim.
7ª Pelo amor do Santo Deus! Nunca caia no papo de “querido vamos fazer amor sem camizinha que é melhor, dá mais prazer”, há camizinha no mercado que te dá a mesma sensação é só ir à farmácia.
8º Se isso não funcionar, pule fora, em uma relação levamos conosco uma história pessoal, se alguém não respeita essa história é porque não te ama.
9º Se você for solteiro e estiver preocupado em arrumar um parceiro e tiver medo do momento de contar não se deixe levar pelo medo, sempre use preservativo e deixe a vida seguir seu caminho, no momento oportuno siga as dicas,
10º Se você não tem HIV, está namorando uma pessoa soropositivo, Parabéns! Acredito no teu amor, pois muitos por pura ignorância deixariam de viver este momento de felicidade a dois.
Se alguém tiver me achando sacana com essas dicas devo dizer que sacana é quem não usa camisinha nos dias de hoje, não só por causa do HIV, mas porque há outras DST por aí, inclusive o vírus da hepatite tipo C que hoje leva muito mais gente a óbito que o vírus da AIDS.
O namoro de um casal onde os dois convivem com HIV, outro onde um tem e outro não, ou ainda se as duas pessoas não têm não podem e nem ser diferente, camisinha sempre! É obvio quem um HIV deve ir sempre ao médico, dormir, alimenta-se bem, praticar esporte...
Breve estará disponível neste blog o endereço do link, ou banner de uma médica que trata desse assunto em seu blog, como médica, pode ajudar muito mais que eu. Um grande abraço, força, se cuide, continue com seu acompanhamento médico, sempre usem camisinha, ótimo namoro e saiba que isso não é castigo de Deus, pois ele te ama!
video

41 comentários:

  1. Adorei essa descrição com alguns passos para se revelar a presença do vírus para um companheiro... porém, acredito que todos t~em o direito de saber... sei q o preconceito existe... mas se o sentimento for verdadeiro, ao inves de uma barreira, o soropositivo poderá encontrar um apoio muito mais q especial...

    Agora, se o preconceito vencer... é sinal de que o soropositivo estava andando com a pessoa errada... alguém q pouco entende de vida... infelizmente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, a pessoa que não tem, tem o direito de saber, é ela que vai definir se que estar com a pessoa soropositiva ou não.

      Se ela quiser continuar mesmo depois de saber de tudo, ótimo, realmente essa pessoa deve ser bastante informada sobre a questão e deva valer a pena, e deve te amar de verdade.
      Mas se ela não quiser, eu particularmente nem as crucifico, porque pode existir o medo, e contra medo não há o que se fazer. Ficaria chateado é claro, se ela fosse preconceituosa o suficiente, por ser sem informação.

      Excluir
    2. sim, a pessoa soropositiva fica com este medo. eu sei pq tenho e to tentando achar um jeito d falar pro meu namorado q tenho. nao fizemos sexo ainda. mas tenho medo da rejeição pq gosto dele. mas fazer oq se ele for preconceituoso e nao aceitar nao posso culpar! eu ate tenho certo preconceito com minha doença!

      Excluir
  2. Achei Incrivel este texto, vai me ajudar muito nesta decisão...OBRIGADO ao autor....fique com Deus !!!

    ResponderExcluir
  3. Me emocionei com algumas passagens do texto, porque tendo a Sorologia, não sei se teria a coragem em dizer. É claro que tudo isso depende muito de cada situação, pessoa e momento. Não saberia como o parceiro encararia toda essa informação e se teria estrutura psicológica para saber. Hoje, tento me precaver sempre que conheço alguém, não somente a mim é claro, mas ele também. Poderia ser uma pessoa injusta na vida, mas não quero descarregar essa carga em alguém que não saberia suportar tal pressão. Sendo canalha e passando o vírus a diante, como sei que fazem por aí... também não quero tirar as responsábilidades que deveremos ter.
    Sei das minhas responsabilidades humanas, e gostaria que todos tivessém as mesmas atitudes, mas que, infelizmente sentem-se raivosos com o mundo.
    Desde que fiquei sabendo, tentei me interar mais sobre o assunto,ser mais saudável possível, tenho uma vida normal e até mesmo prazeroza, mas não tenho uma relação firme. Independente disso,sou uma pessoas feliz, responsável, profissional... sonho sim que um dia poderei conhecer uma pessoa que me fizesse acreditar que ele seria a pessoa que poderei dividir todas ass minhas alegrias e medos sem problemas de morais. Enquanto não conheço, vou vivendo e fazendo a minha estória...

    ResponderExcluir
  4. Obrigado pelo post. Tenho HIV há dois anos e estou namorando há uns 8 meses. Decidi contar a ele e esse post me deu mais coragem e suporte para isso! Ele vai saber da verdade...ao meu modo, mas vai saber. Sempre cuidamos muito um do outro...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E qual foi a reacção dele, pois estou na mesma situação até dou em maluca de tanto pensar, me culpar, ect.

      Excluir
  5. achoque sou soro possitivo,estou com essa duvida a meses e tenho medo de confirmar isso,as vezes que tive coragen de procurar um exame eu nao consegui fazer pois os postos nao fazem exames entre sexta e domingo.meu maior receio e contar isso a meu parceiro,o conheci a pouco tempo mais parece que ja conviviamos a seculos,eu o amo, eu aceitaria se ele fosse soro positivo, porem sei que ele jamais me perdoaria se soubece que eu tenho hiv,que nem eu sei se tenho. eu sempre me preocupo em usar o preservativo,pois ele e presiozo demais pra mim,jamais o colocaria em risco. mas um infeliz dia usamos um desses rochinhos do sus. e ele estourou! agora eu nao paro de pensar nisso,estou destruido pois nao quero perder a pessoa mais inportante da minha vida, seria capaz de dar minha vida em troca da sua,porem agora temo telo dado a morte.

    ResponderExcluir
  6. Amigo anonimo... 13\08\2012 20:43, nao acho que vc tenha dado a morte... pq vc num vai morrer disso.. ainda mais hj em dia... claro que eh mto bom previnir.. descoblri que tenho a sorologia ha 4 dias... chorei mto fiquei sem comer por esse tempo e tal, to tentando manter a calma!! tb tenho medo de perder meu parceiro, mas contei a ele, ele tem sido mto importante p mim esses dias, mto mais do que ja era!!.. claro que se tivesse lido esse artigo antes teria escolhido melhor o dia e situaçao... medo existe, tempestade existe, mas acredito que se ele realmente t amar, ele vai entender sua situacao, agora cabe a vc informar-se e informa-lo neh... espero ter ajudado... ANDO COM UM MEDO TAO GRANDE.... MAS ENFIM.,..fica p proxima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Guto tem razão. No início é difícil, você tenta esconder de todos, principalmente quando as reações iniciam, ou seja, quando você descobre um tanto tarde. Daí o teu corpo vai tentando se adaptar às novas realidades, ao convívio com outras pessoas, etc... Eu me sentia um E.T. Depois que superei o choque, tenho tomado cuidado para não me expor demais e ter cuidado. Cara, se ele te ama, na mesma intensidade, não há o que temer. Conte, pois é melhor saber por vc do que pelos outros.

      Excluir
    2. Descobri que tenho HIV há mais ou menos 1 ano, foi terrível, chorei,chorei, chorei e chorei novamente, mas resolvi dividir a minha dor com meus amigos e familiares ( sei que é difícil confiar nas pessoas ) mas no momento foi o que me fez continuar, o apoio, a atenção deles me fez ter forças para continuar e lutar pela vida, eu resolvi que não iria sofrer com isso, iria continuar trabalhando, estudando, praticando meu esporte, amando ( agora com mais responsabilidades) Pq agora não é apenas a minha vida, mas a vida de outras pessoas tbm, estou namorando a um mês, estou feliz, mas sempre vem aquela pergunta, como eu vou contar isso para ele ? Será se ele vai me aceitar assim ? Qual será a reação, mas tbm bem à vontade de viver, eu não posso deixar de viver por isso, eu não posso deixar de existir por ter contraído um vírus, então eu vou viver e ser feliz até o dia que Deus quiser.

      Excluir
  7. eu tenho muito medo de contar a meu namorado que tenho hiv temos um mes e alguns dias de namoro e ainda sim tenho medo da reaçao dele e agora conto ou nao? me ajudem por favor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça como está no texto acima. Eu acredito que seria melhor sondar o que ele pensa sobre HIV. Se ele tiver a mente aberta, vai aceitar naturalmente, caso contrário, vc saberá o que fazer. Sempre o infectado sabe administrar a razão da emoção. Boa Sorte.

      Excluir
  8. De todos os textos que escrevi e que mais recebo email pedindo informações, dicas, orientações é “Meu Namorado tem HIV” (http://herycon.blogspot.com.br/2010/12/meu-narorado-e-tem-ihv-soropositivo.html ) e isso me deixa sensibilizado, pois quem pede socorro são seres humanos tal qualquer um que merece ser feliz. Não sou nenhum especialista na área de HIV/AIDS, mas no que posso ajudar fica aqui as ultima informações que consegui coletar sobre o assunto.
    Hoje em dia não há motivo para se desesperar com o HIV, claro que se deve continuar cuidando usando camisinha e fazendo acompanhamento medico. Os medicamentos atuais garante uma ótima qualidade de vida, mas para isso devem ser tomados segundo a recomendação medica. É sempre bom fazer o teste para o HIV, se caso detectado seguir com tratamento com infectologista, o teste é bom porque evita descobrir o vírus em estagio avançado no organismo, evitando internações e óbito, quem descobre sedo e faz acompanhamento medico tem uma qualidade de vida muito boa. Sendo assim não tenha medo faça a testagem para o HIV.
    Em caso de namoros onde um dos parceiros vive com o vírus e o outro não está provado que quem toma os medicamentos corretamente tem uma possibilidade muito pequena de transmitir o vírus a seu parceiro (a). Hoje há um medicamento preventivo contra o vírus para soros divergente (quanto um tem e o outro não) chamado truvada, mas vale ressaltar que ele causa muitos efeitos colaterais, e ainda sua proteção não é de 100%, ele só tem efeito sobre o HIV, sendo assim não se exponha a outras doenças sexualmente transmissíveis (use camisinha se tem vida sexual ativa com mais de um parceiro ou parceira).
    A sorologia de quem vive com o HIV diz respeito a essa pessoa, não saia falando para todo mundo que vive com o vírus, há muita gente por aí que não tem informação alguma, é cheia de preconceito e ignorância. Em todo quase todo Brasil existem grupos de pessoas vivendo com HIV, nesses grupos você pode tirar muitas duvidas e ajuda de como uma ótima qualidade de vida, acredito em todo lugar onde há acompanhamento de pessoas vivendo com o HIV haja alguém que pode de dá informações sobre tais grupos.
    Algumas pessoas defendem que para uma ótima adesão ao tratamento contra o HIV é preciso aceitação de que se está com o vírus, em particular não aceito nem dor de barriga, imagina viver com um vírus, penso que aceitar nunca, mas reconhecer e encarar tal problemática são os caminhos mais sensatos para um tratamento mais eficaz e vida mais saudável.
    Conheço algumas pessoas vivendo, não me sinto nem melhor nem pior que elas, só devem ter um acompanhamento medico diferenciado, posso até dizer que algumas delas são as melhores pessoas que alguém pode querer conhecer durante sua vida aqui na terá. Não tenha receio de viver, com o tempo você acaba reconhecendo que quem tem o essencial que é a vida não pode se deixar levar pelos assessórios que carregamos com elas, as doenças e problemas. Faça seu acompanhamento medico corretamente e seja feliz, você terá assim muitos anos de felicidade e quando estiver bem velhinho (a), irá olhar para trás e dizer, como foi bom ser feliz! Abraços fiquem com Deus!

    http://www.infectologia.org.br/default.asp?site_Acao=mostraPagina&paginaId=134&mNoti_Acao=mostraNoticia&noticiaId=26481

    http://www.biomedicos.com.br/index.php/2011/05/18/medica-apos-paciente-de-berlim-podemos-falar-em-cura-da-aids/

    http://www.news-medical.net/news/20110718/2167/Portuguese.aspx

    ResponderExcluir
  9. Meu namorado é soro positivo.
    Com 3 meses de relacionamento ele me contou, e nossa relação mudou... ficou ainda mais forte! Nossa cumplicidade aumentou.
    Dividir esse "segredo" comigo foi uma grande prova de amor.
    Namoramos há 2 anos, transamos sempre com camisinha (como todo mundo deveria fazer), e sua condição é um mero detalhe.
    Cada um é responsável pela própria saúde. Então informem-se, protejam-se, e esqueçam o preconceito.

    ResponderExcluir
  10. eu nao tenho preconceito,eu me apaixonei por um soro positivo e eu nao tenho vou lutar junto a ele e vou ate o fim ,seja qual for o resultado depois vou usar camisinha e vou ser feliz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Q linda percebo em vc uma mulher determinada. Q tudo d certo a vc e ao seu amor

      Excluir
  11. Tenho.medo ja sofri muito pelo preconceito nao e as pessoas que tem que ter medo da gente nos temos que pensa nao faze mal pros outros e ter fe Em Deus muita fe

    ResponderExcluir
  12. Já conheço um rapaz por alguns anos , então resolvemos nos aproximar , agora sentindo de ambas as partes que nosso sentimento estava aumentando ele resolveu me contar sobre ser soro positivo, eu fiquei muito chocado mais acho que de ouvir um depoimento da minha frente de alguém que eu não esperava, o meu sentimento esta bem grande sobre ele, portanto ele sempre me preservou e cuidou durante nossa relação, hoje fui fazer exames apenas para ficar mais tranquilo , tenho fe que não terei nada , quanto a ele pensei e pensei e agora vendo esses depoimentos vou ser feliz e estar ao lado dele ....obrigado galera

    ResponderExcluir
  13. Olá a todos ! quero parabenizar o blog aqui é um belo espaço para tirar dúvidas e trocar vivências de vida ! Sou soropositivo a 3 anos , mas por medo e falta de informação no início deixei à sorte decidir por mim, bem me arrependi pois quando cair de cama foi quase pra valer eu disse quase rsrsrs acho que a vida em si me deu mais uma chance e eu me agarrei como nunca a ela. Só quem vive sabe como é, e abrir a boca e dizer que é fácil é mera hipocrisia, porém não é impossível e nem é o fim do mundo pra ninguém !Vivemos num século em que a medicina têm se mostrado muito avançada e sim é possível ser soropositivo e ter qualidade de vida ! Graças a Deus eu pude entender isso há tempo ,meu cd4 foi a zero isso mesmo só ae que eu parei e comecei a me cuidar . Pra você leitor de primeira viagem que está com medo ou pensando em desistir eu digo não desista sua vida é mais é a coisa mais preciosa que Deus lhe deu seja você ateu ou não o importante é levantar a cabeça e viver . No caso de relacionamentos a equação é simples se a pessoa te amar ela ficará ao seu lado independente de vc ser ser soropositivo ou não, o fato que cabe a você decidir o melhor momento para isso, conhecer a pessoa antes é muito bem vindo só assim você poderá perceber se a pessoa é de caráter ou não , mas sempre seja honesto consigo mesmo e com os outros lembre-se uma mentira pode ferir por toda vida , já uma verdade por mais amarga que seja é um susto ou dor momentânea mas passa e não feri ao contrário só engrandece a sua pessoa e sua moral, então sejamos sempre honestos com aqueles que amamos sabendo que se o sentimento for real e recíproco a pessoa estará ao seu lado independente de qualquer coisa bjs bjs . Tenho 23 anos sou do RJ e como todos aqui guerreiro para com a vida ;) abraço a todos !

    ResponderExcluir
  14. OI eu descobri a uma semana que sou seropositiva e entrei em pavor depressão choro ate hoje , apaixoneime por alguém k antes de eu saber da minha cituacao fomos a cama 2 vezes e por descuido não usamos camisinha estou me sentindo mal so de pensar que posso ter passado esse vírus para ele estou sem durmir estou desesperada pk tenho medo do preconceito do mundo e da minha família ainda mais pork sou jovem de 22 anos ok faco tenho dormido sem saber se amanha acordarei ou se acordarei com o corpo e a pele deformados estou mt apavorada por favor me ajudem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. agora já não dá para voltar atrás, mentaliza-te disso e pensa sempre em coisas boas e não tenhas medo vai sempre as consultas e faz tudo o que o dr te mandar que nada te vai acontecer, mas também não fumes nem bebas álcool, chamo-me filipe e sou de lisboa também tenho o vírus se quiseres falar comigo meu email é figueiredo911@hotmail.com adeus diz qualquer coisa

      Excluir
  15. sou soro positivo desde 2011 e nos conhecemos ha 6 meses. porem, 4 meses de namoro. Ainda nao contei sobre minha sorologia, mas ja sinto que esta na hora, alias, passando da hora. Nao contei antes pq ainda nao estava preparado, na realidade ainda nao estou. Mas foi preciso esse tempo para me certificar dos meus sentimentos em relacao a ele e os dele em mim. Realmente, nao esta sendo nada facil, mas minha mente esta pertubada, nao esta tranquila. Porem... nao sei nem por onde comecar a contar... espero q de tudo certo. Forca e Saude a todos!

    ResponderExcluir
  16. Bom Meu Amigo, adorei seu blog esta me ajudando bastante, hoje estou com uma pessoa... Me ajudou bastante sobre todos os assunto nesse blog gostaria que podemos trocar skype ou email sobre mais essa informaçoes.

    ResponderExcluir
  17. Tenho soro positivo,,mas morro de medo de contar pq meu marido,e muito agressivo.descobri quando ganhei minha filha a 1 ano,,ja nao sei mais o que fazer pra contar pra ele..mim ajudem..bjuss


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou na mesma situação que você estou gravida descobri agora e não sei como contar ao meu marido estou em panico

      Excluir
    2. Estou na mesma situação que você estou gravida descobri agora e não sei como contar ao meu marido estou em panico

      Excluir
  18. Sempre tive uma vida regrada e nunca me considerei grupo de risco. Vivi 14 anos com um homem que achava que seria pra sempre. Tínhamos um filho e confiavamos um no outro, mas ele não foi honesto comigo e viveu paralelamente uma vida desregrada e promiscua. A 7 anos adoeceu. Nem me passava pela cabeça o que estava acontecendo. Comecei a me sentir mal e acabamos indo juntos ao hospital. Algumas horas depois fui pra casa, mas ele ficou internado. Mesmo depois de diagnosticado que estava com Aids, covardemente não me contou e faleceu 7 dias depois. Chorei desesperada. Perdi um companheiro, amigo, sócio e amante e pai do meu filho para uma doença, que acredito, ele tenha ignorado. Fui traida por ele e por amigos que sabiam de uma estória. De herança me deixou o vírus do HIV. Eu me cuido desde então, mas mergulhei num mundo de solidão. Tive muito poucos parceiros desde então e meu maior medo é me apaixonar e ter que confessar que sou soropositiva. Os homens em geral não querem usar camisinha e até pessoas graduadas acreditam que só se contaminam pessoas drogadas, de baixa renda ou que têm relações com vários parceiros. E eu me contaminei com o segundo homem que tive relação, com quem vivi 14 longos anos. Não falo sobre o assunto com quase ninguém, tenho muitos medos. O preconceito é enorme e quando começo a falar vejo como tem gente mal informada. Vivo uma vida normal e saudável. Acho que ninguém acreditaria que sou soropositiva. Já transei sem camisinha por insistência do parceiro e bate um desespero danado, mesmo sabendo que tomando a medicação, minhas chances de contaminar diminuem bastante. Sou vacinada contra todas as outras doenças venéreas indicadas, mas eu queria muito a vacina do HIV.

    ResponderExcluir
  19. Acho que meu depoimento irá ajudar algumas pessoas. Tenho HIV há 27 anos confirmado, calculo que o tenho há muito mais tempo, mas no Brasil o teste começou nesta época. Pois bem, eu já estava namorando há mais de um anos na época do diagnóstico e prontamente contei para o parceiro, fizemos sexo sem camisinha este tempo todo (antes do resultado do exame). Minha família não sabe, apenas ele e continua negativo até a presente data, faço uso de medicação há uns 20 anos e estou com carga viral negativa há uns 15 anos. Relacionamentos esfriam, mas me questiono se numa época em que casamento heteros duram 5 anos no máximo em grande porcentagem, se não foi o hiv que nos uniu e nos fez fortes.

    ResponderExcluir
  20. Tenho HIV desde que eu nasci ,pois minha mãe era soropositiva e não fez o pré natal,já fui casada e contei pra ele mais depois de um tempo ele fikoi jogando na minha kra sobre isso,meu sonho é me casar e a pessoa me aceitar mais tenho MT medo de contar.

    ResponderExcluir
  21. Procuro um amor que seja bom pra mim
    Vou procurar, eu vou até o fim
    E eu vou tratá-la bem
    Pra que ela não tenha medo
    Quando começar a conhecer os meus segredos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O medo e imenso da regeisao ne tbm to asim

      Excluir
  22. Gostei muito das resposta mas tenho medo toda vez q entro em um relacionamento sempre penso muito e nao sei ficar com alguem mentindo melhor saber por mim e nao por outra pessoa mal doza q tem muitas ai ai fico confusa conto ou nao to em um dilema grande me separei de uma pessoa q aceito de primeiro q contei e to entrando em outro relacionamento e to com muito medo de me abrir medo da regeisao o meu deus pq tenho isso pq eu to cansada de td isso

    ResponderExcluir
  23. Oi! Sou soropositivo a dois anos, descobri pq tive uma DST e me relacionei sem camisinha na época, no momneto q descobri meu mundo desabou, a primeira coisa q veio na cabeça foi minha família, como poderia dar uma notícia dessas, logo eu q fui tão cuidadoso com relação ao sexo, não quis encontrar o culpado para isso, somnete me culpo, mas tbm já não tento me culpar, aconteceu, hj tenho 32 anos já tive três namoros sérios depois do resultado, no primeiro não contei, pois alguma coisa me deixava inseguro, e logo ele me contou q estava com HIV, mas eu tinha certeza q não tinha sido de mim, pois desde meu diagnóstico siguia a risca o tratamento, e sigo até hj, no momento q nos conhecemos um amigo havia falado para ter cidade com meu namorado, no começo não entendi mas depois veio a confirmação com o resultado dele então tive certeza q ele já tinha HIV antes de me conhecer, com isso nosso namoro não durou realmente não tinha amor entre nós, mas o HIV não foi o motivo do término. No segundo namoro contei a verdade foi difícil mas eu recebi uma.prova de amor ou uma paixão verdadeira e recebi apoio e companherismo, mas durou pouco logo o romance acabou. Hj estou no terceiro namoro e completou um mês, ainda estamos nos conhecendo, é a fase de agradar, conquistar , carinhos e promessas fururas, mas me vejo novamente nesse dilema de contar e não ser correwpondido

    ResponderExcluir
  24. Olá! Sou soro positivo a 6anos e namoro uma pessoa há 2. Não contei a ele e tenho muito medo da reação que possa vir a ter. Temo ter passado o vírus pra ele, ainda que nunca tivessemos transado sem camisinha. Eu o amo muito e não quero ter feito mal algum a ele. De uns dias pra cá qro muito contar, mas o temor é mais forte. Fico pensando q se eu contar e ele fizer o teste, sendo positivo ou não; me processe e me esponha em publico como aquelas mulheres fizeram com o rapaz recentemente. Sei q no casa dele fazia questao de transar sem camisinha. Não faço isso, tanto pra preservar o parceiro qnto pra me preservar

    ResponderExcluir
  25. Olá hoje e um dos piores dias da minha vida quando descobri que era soro positivo meu mundo Caiu me desesperei entrei em depressão fiz tratamento com psiquiatria psicólogo mas me superei estou bem faço exames periodicamente o último q fiz tem duas semanas fiquei ansiosa p saber o resultado quando chegou a minha medica estava super feliz me deu os parabéns pois estou tão bem que o resultado veio não detectado a medica explicou q ele não é reagente no meu organismo ai ta fiquei super feliz depois de uma semana eu reencontrei uma pessoa depois de dez anos não se víamos começar nos comunicar por mensagens whatzap quando ele quis vir me ver fiquei parada pensando e achei correto contar q tinha o vírus achei q ele nunca mas falaria comigo mas foi ao contrário ele disse nunca me abandonaria por isso etc então veio na minha casa me pé fio em namoro fizemos até planos de casarmos tudo muito lindo até q notei ele diferente fiquei aflita mas perguntei o tinha acontecido ele simplesmente me disse q p não ficar brava mas ao ator daquele momento seríamos só amigos pois ele tinha medo do meu vírus novamente meu mundo desabou pois como q uma pessoa diz num dia q ama no outro tem medo como faz planos e depois acaba assim do mesmo geito q comesamos por mensagens por mensagens ele terminou estou arrasada pois não quero ser amiga dele pois aprendi a ama lo entendo ele mas eu nunca arriscaria a vida dele nem de ninguém sei q tem muitas pessoas q convivem assim com o virus e levam uma vida normal mas mas ele não entende fazer o q oque mata não é o vírus e sim o preconceitos.

    ResponderExcluir
  26. Li todo o texto e comentários, me ajudaram muito. Obrigado! Descobri que tenho o vírus à uns 4 meses, na época namorava, meu namorado atual que me orientou a fazer os exames de DST pois ele certo dia sentiu umas verrugas na minha região anal. Pesquisamos sobre o que poderia ser e descobrimos que poderia ser HPV. Fique mutio assustado e procurei ajuda médica no dia seguinte, o médico realmente afirmou que eu estava com HPV e me passou os testes para as outras doenças soropositivas. Contei o resultado pro meu namorado atual de que tinha dado positivo HIV e HPV, ele sempre me apoiou muito ia comigo mas consultas e tals, pude dividir com ele meu segredo, que talvez poderia ter afetado ele também, por não usávamos preservativo. Ele fez o teate e deu negativo porém só se descobre depois de 6 meses que temos o vírus. Mesmo assim ele continuou do meu lado. Alguns meses depois terminamos por outros motivos. Tem 2 meses que estou fazendo o tratamento, e no carnaval agora minha amiga me apresentou o amigo dela, foi amor a primeira vista estou gostando muito dele e ele de mim, porém continuo com a dúvida. Conto agora ou depois? Tenho vontade de contar agora que está no começo para não machucar tanto ele caso ele não aceite, mas não sei tbm se esta na hora, por que não temos nem um mês de namoro ainda.

    ResponderExcluir
  27. Fiz um teste rápido há uma semana,o qual deu positivo (reagente), de lá pra cá durmo e acordo com medo,me olho no espelho assim que acordo, toco meu corpo para ver se tem algo diferente,fico imaginando qual será a reação das pessoas quando ou se eu falar.Hoje contei para minha irmã que graças a Deus está me dando a maior força e ela foi comigo fazer um teste convencional para atestar de fato a positividade do vírus.Agora estou treinando para falar com meu parceiro que estamos juntos há quase 2 anos, está sendo difícil, pois ainda preciso saber a quanto tempo carrego o vírus e assim tentar saber como fui e por quem fui infectado.Neste momento estou numa fase onde acordo com medo e choro por horas,pois não desejaria para o meu pior inimigo. Pelo que comecei a ler referente ao vírus, estou com muito medo de começar o tratamento caso seja necessário,pois são os remédios que faz aparecerem os sintomas, além sinto-me bem,me hidrato bastante tenho uma boa alimentação e prático esportes,ou seja, no meu consciente estou super bem.Mas quando penso em ter que de repente começar o tratamento vem o receio,medo de de repente ficar mal.Está sendo muito angustiante,me sinto péssimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, sei que por ter recebido o diagnostico de portador do vírus HIV tão recentemente deve ter te chocado muito, mas acredite isso: não é o fim do mundo, vc vai viver bem, claro que deve fazer e aderir ao tratamento do vírus que tem controle. Pessoas que vivem e que não vivem com o vírus adoecem a toda hora e não necessariamente é em consequência dele. Se vc não conseguir superar essa noticia procure um psicologo, assistente social, um profissional de saúde que lida com o HIV, ele te ajudará a superar essa primeira fase de descoberta. conheço pessoas que tem mais de 20 anos de idade e nasceram com o vírus e são mais saldáveis que muitos outros que não tem o vírus, acredite nisso.

      Excluir

Essa postagem é minha visão sobre o assunto e a tua qual é? deixe seu comentário