30 setembro 2012

Meu Namorado tem HIV 2


De todos os textos que escrevi e que mais recebo email pedindo informações, dicas, orientações é “Meu Namorado tem HIV”  (http://herycon.blogspot.com.br/2010/12/meu-narorado-e-tem-ihv-soropositivo.html  ) e isso me deixa sensibilizado, pois quem pede socorro são seres humanos tal qualquer um que merece ser  feliz. Não sou nenhum especialista na área de HIV/AIDS, mas no que posso ajudar fica aqui as ultima informações que consegui coletar sobre o assunto.
Hoje em dia não há motivo para se desesperar com o HIV, claro que se deve continuar cuidando usando camisinha e fazendo acompanhamento medico. Os medicamentos atuais garante uma ótima qualidade de vida, mas para isso devem ser tomados segundo a recomendação medica. É sempre bom fazer o teste para o HIV, se caso detectado seguir com tratamento com infectologista, o teste é bom porque evita descobrir o vírus em estagio avançado no organismo, evitando internações e óbito, quem descobre sedo e faz acompanhamento medico tem uma qualidade de vida muito boa. Sendo assim não tenha medo faça a testagem para o HIV.
Em caso de namoros onde um dos parceiros vive com o vírus e o outro não está provado que quem toma os medicamentos corretamente tem uma possibilidade muito pequena de transmitir o vírus a seu parceiro (a). Hoje há um medicamento preventivo contra o vírus para soros divergente (quanto um tem e o outro não) chamado truvada, mas vale ressaltar que ele causa muitos efeitos colaterais, e ainda sua proteção não é de 100%, ele só tem efeito sobre o HIV, sendo assim não se exponha a outras doenças sexualmente transmissíveis (use camisinha se tem vida sexual ativa com mais de um parceiro ou parceira).
A sorologia de quem vive com o HIV diz respeito a essa pessoa, não saia falando para todo mundo que vive com o vírus, há muita gente por aí que não tem informação alguma, é cheia de preconceito e ignorância. Em todo quase todo Brasil existem grupos de pessoas vivendo com HIV, nesses grupos você pode tirar muitas duvidas e ajuda de como uma ótima qualidade de vida, acredito em todo lugar onde há acompanhamento de pessoas vivendo com o HIV haja alguém que pode de dá informações sobre tais grupos.
Algumas pessoas defendem que para uma ótima adesão ao tratamento contra o HIV é preciso aceitação de que se está com o vírus, em particular não aceito nem dor de barriga, imagina viver com um vírus, penso que aceitar nunca, mas reconhecer e encarar tal problemática são os caminhos mais sensatos para um tratamento mais eficaz e vida mais saudável.
Conheço algumas pessoas vivendo, não me sinto nem melhor nem pior que elas, só devem ter um acompanhamento medico diferenciado, posso até dizer que algumas delas são as melhores pessoas que alguém pode querer conhecer durante sua vida aqui na terá.  Não tenha receio de viver, com o tempo você acaba reconhecendo que quem tem o essencial que é a vida não pode se deixar levar pelos assessórios que carregamos com elas, as doenças e problemas. Faça seu acompanhamento medico corretamente e seja feliz, você terá assim muitos anos de felicidade e quando estiver bem velhinho (a), irá olhar para trás e dizer, como foi bom ser feliz! Abraços fiquem com Deus!

video