31 janeiro 2012

Sou Gay e Minha Mãe Não me Aceita

Segundo a ciência existe uma substância (creio que oxitocina) que faz com que as mães amem profundamente suas crias, seus filhos a ponto de levantar ou se por frente a um veículo em movimento para salvá-los, jogar-se em um rio sem saber nadar, enfrentar marginais armados...
Costumamos julgar a natureza como perfeita, mas será que é mesmo? Ou será qeu ela tem caminhos tortos para um determinado fim? Faço-me essa pergunta por me parecer que algumas mães são incapazes de amar tão profundamente assim suas crias, ou não produzem tal substancia. Digo isso porque há mulheres que parecem detestar seus filhos ao assumirem sua natureza homossexual.
Ao mesmo passo que vejo a incapacidade de algumas mães amar, fico me perguntando por que há filhos que ficam nessa expectativa monstruosa de ser aceito por sua genitora? Será que dependemos tanto assim do sentimento de alguém para ser feliz? Será que não devemos seguir nossos caminhos, independente do que outros sintam em relação a nosso jeito de ser, mesmo que esse outro alguém seja meu pai, minha mãe, meus irmãos?...
Não sei como seria, mas creio que não deixaria de amar minha mãe por nada nesse mundo, mas ao mesmo passo não viveria me lamentando porque ela mostra não me amar por minha sexualidade. Com todo respeito, amo minha mãe mais se esse sentimento não for recíproco vou seguir meu caminho, erguer minha cabeça e procuraria o caminho de minha felicidade. Creio que minha felicidade dependa mais de mim que da aceitação de quem quer que seja.
Não quero ser reducionista com este texto apontando somente para o aspecto da homossexualidade, visto que isso acontece também com filhos heteros, porém o blog é voltado a comunidade gay, dando algum tipo de alento a esse grupo de um ponto de vista empírico.
Se isso acontecesse comigo, deixaria a vida seguir seu rumo e se algum dia fosse preciso eu mostrar meu amor, diante de alguma circunstância da vida, não agiria como aquela, que em tese, deveria ter me amado incondicionalmente.

58 comentários:

  1. Meu nome e Leonardo sou gay tenho 16 anos e minha mae nao me aceita entao ela me fala cada coisa que uma palavra dela vale mas que um tapa na cara mas e assim mesmo um dia ela vai ter que acitar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade realmente e difícil eu tenho 18 minha mãe não aceita não

      Excluir
    2. Você, é muito jovem, mas sua sexualidade já esta definida, todo o problema esta em não saber interpretar as escrituras sagradas, as pessoas se apoiam no texto " homem não se juntará com homem como se fosse mulher" mas antes de se falar deste ponto,a pessoa tem que ter um conhecimento pleno das escrituras desde Gênesis, e nisso, eu posso ajudar você, pois sou um estudioso das escrituras, não sou pastor, nem padre, nem profeta, não tenho igreja, nem nada, e nem quero fundar uma, minha única intenção, é que as pessoas se libertem, por conhecerem a verdade
      O que faço é ajudar você a encontrar a verdade, não faço como as igrejas, que tratam as pessoas como os gansos foié, minha intenção é que voce, encontre a verdade
      Escolhi primeiro os gays, porque são os que mais sofrem, por serem o que são, tendo o dedo das escrituras, em seus corações e condenando-os
      Muitos gays cometem suícido, porque suas familias não os aceitam como vocês são
      Eu de minha parte sou hetero, mas isso realmente não importa, o que realmente importa é a verdade
      Se você ou qualquer gay, quiserem que eu lhes ajude, podem me contatar pelo email: igsir@bol.com.br

      Excluir
    3. Bom, eu tenho 15 anos minha mãe acha minha opção sexual uma "Aberração" , pois sou lésbica , eu gostar de ficar com meninas/mulheres desdos meus 11 anos , e hoje eu namoro uma menina , mais aceita meu irmão que é gay e namora em casa . Ela queria conversar comigo sobre isso , e acabou piorando tudo , ela me proibiu de sair, e de várias outras coisas, mais eu ainda namoro com a menina e ela vai vim falar com minha mãe , mais pra isso eu tenho que falar com ela sobre isso, pois ela acha isso um "Desgosto" uma "Aberração" etc... Bom todos em minha casa me aceita e não deixa o preconceito falar mais forte do que o amor que eles sentem por mim , só ela que não quer aceitar. Enfim! Queria um conselho , pois me estresso a toa e minha mãe não sabe conversar com filhas(o) e acaba me magoando.

      Excluir
  2. Bom..me deparei com o blog exatamente por buscar respostas...meu nome é Lucia sai de um relacionamento hetero de 22 anos para viver um amor com a minha mulher, sempre fui bissexual. Minha mãe nao aceita meus amigos gays, ela até em tao nao sabe que namoro com uma mulher, mas hoje disse que dela só terei o dinheiro mais nada, detalhe, apenas porque tenho amigos gays e ela estará pecando em aceitar estas "aberrações", foi grosseira, preconceituosa e rompeu comigo por ter amigos gays. Penso que essa oxitocina passa longe da minha mãe.

    ResponderExcluir
  3. Olá... Tenho 18 anos e notei uma reviravolta no comportamento da minha mãe quando me assumi. Sou ignorada e tratada como lixo, tive de ir viver com o meu pai. Ele ao menos, apesar de não gostar, finge que a minha namorada não passa de uma amiga. Porém, continuo a ser controlada e perseguida até pela minha mãe. Porque será que acha que vou mudar? Amo muito a minha namorada e não vou deixar de estar com ela.

    ResponderExcluir
  4. Acredito que nesse caso, é mais correto o homossexual se posicionar de forma indiferente com relação a se a mãe aceita ou não.
    Se a mãe não aceita é por conta da homofobia, então deixe estar como está.
    Quanto a isso, os homossexuais devem deixar o assunto de lado quanto a homossexualidade sem deixar de agir e viver com liberdade.
    Caso o homossexual dependa da mãe para viver, é mais correto manter em segredo, mas se não depende o melhor é dizer; se a mãe aceita ou não isso é problema dela.
    Os homossexuais não devem ficar se humilhando ou pedindo autorização para os pais, para poder serem homossexuais. Isso não é um assunto que diga respeito aos pais ou que sejam de seus interesses.

    ResponderExcluir
  5. meu nome e carla galera eu tenho plobrema com drogas por causa da minha mae e poriço que eu uso drogas e por que ela não aceita O MEU RELACIONAMENTO COM MULHERES



    O QUE EU FASSO ESTOU ESTRAGANO MINHA VIDA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla acredite em VC !!!!
      Eu sei como e duro passar por isso (estou passando agora e minha mãe não aceita)
      Vc e uma pessoa linda não se Culpe por isso, VC nasceu assim se ela não entende na linda pessoa que VC e não fica chatiada, vai a luta menina levada essa poera e lute pela seja felicidade ninguém tem direito de deixar VC assim, sou homossexuais com orgulho

      Excluir
  6. Tenho 25 anos sou gay e a minha mãe não aceita minha opção sexual. Ela já sabe e ouviu da minha boca a minha homossexualidade. Os meus irmãos também não aceitam. Não tenho amigos gays, mas sou gay. Tenho uma vida totalmente hetero e nenhuma pessoa do meu convívio sabe desta situação. Só que esta situação está saindo do meu controle. Sou uma pessoa super compreensiva e mesmo por tudo que já ouvi da minha mãe permaneço em casa e no anonimato. Quero ressaltar que não quero me assumir; sair falando para todos que sou gay, mas queria ao menos que a minha Mãe aceitasse a minha opção. Eu trabalho sou formado e tenho condições suficiente para me sustentar. A questão é que não queria sair de casa sem o convencimento e apoio da mulher que me colocou nesta vida. Minha mãe é preconceituosa e se tornou homogobica após ouvir que eu sou gay. Disse que prefere eu preso, morto, infermo, menos gay. Além de tudo isso, me deseja mal, caso eu saia de casa para morar com outro homem, que eu não serei feliz, que irá jogar várias pragas para impedir a minha felicidade. Repete freqüentemente que não aceita e jamais vai aceitar um filho gay. Que sou uma pessoa endemoniada, que preciso procurar uma igreja, que isso tem reversão e solução. Já pediu de joelho para eu tentar mudar, pela vida dela, que ela morreria de desconto. Hoje mais uma vez fui bombardeado com varias palavras fortes, agressivas e aterrorizaste. Minha mãe tem uma personalidade forte e palavra de mãe vale mais que um tapa na cara. Eu sou o unico filho que trouxe diversas alegrias para ela. Sou formado em administração de Empresas; sou bancário. Não bebo, não fumo e não tenho nenhum vicio. Ou seja, nenhum motivo para ela ter tanto ódio assim.. Vocês devem estar pensando, por que não saiu de casa ainda? Por que não sei como enfrentar essa situação sozinho. Sem nenhum apoio. Até mesmo porque não tive coragem de contar ao menos para um amigo. Não sei nem como abordar um assunto desse. E pensar na reação das pessoas. Estou em uma situação muito atormentadora. Não tenho gosto de fazer nada na minha casa, chego do serviço e torço para o dia seguinte chegar e voltar ao trabalho. Quanto mais longe da minha casa melhor. Isso está me afetando no trabalho, na minha saúde e na minha vida social. Não tenho mais vontade de sair e fico meio que se afastando dos amigos. Estou em uma situação que não sei qual o caminho a seguir.. Apesar de todo o sofrimento diferente de pessoas que passam por dificuldade e pensam em se matar, eu jamais pensei, penso ou pensarei nisso... Acima de tudo valorizo muito a vida. E confio muito em Deus. Sei que ele fez o homem e a mulher, só que sei que ele está ao lado da pessoa que tem fé e que valoriza o bem acima de tudo independente do sexo. Estou me desabafando com vocês a procura de uma solução. Espero voltar aqui para avisa-los o desfecho dessa hostória.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me identifiquei mto com sua história, passo por uma parecida..
      opskeleke@hotmail.com

      Excluir
    2. Tenho 18 anos e não sou assumido , eu eu entendo cada palavra que vc escreveu, cada dia que passa me sinto mais reduzido e impotente. As pessoas comentam e estranham, ah ele tem 18 anos e não namora, por que? Pra piorar duas meninas já pediram pra ficar comigo e eu disse não e praticamente fugi delas. Eu não entendo porque eu nasci assim, eu fico pensando poxa deus me deu tanta coisa, sou educado, inteligente, sempre fui o primeiro lugar da turma, representante de sala, meus parentes me chamam de menino de ouro, tá , ok , ok , mas penso porque deus não me fez heterossexual? Eu me sinto sozinho nesse mundo, eu tenho medo de as pessoas descobrirem que sougay, e eu não sou afeminado, sou normal, um jovem comum de 18 anos, tanto que quando eu falo que nao namora as pessoas perguntam porque um menino de 18 anos bonito e certinho não tem namorada? Até já me perguntaram se vou da “igreja”, tipo se eu sou da igreja e por isso que não namoro.. Chega uma hora que não dá mais pra esconder, já pensei várias vezes no suicídio, eu tenho medo de me assumir, eu fico pensando como vou contar isso pra minha mãe, pra minha irmã e pro meu melhor amigo que é hetero, e pior, como vou contar isso pro meu irmãozinho mais novo, que se espelha em mim e que me admira. Tipo, como meu irmao mais novo vai dizer pro seus amigos ah meu irmão é gay, e como minha irmã vai dizer pro namorado dela ah meu irmão é gay, e minha mãe? e meu pai? Fico pensando, mesmo que eu me assuma, eu acho que nunca vou estar preparado pra morar, viver, ou namorar com outro homem, tipo assim, fazer isso em público sabe, como um casal faz. É claro que eu tenho desejo sexual, e é claro que se pudesse curtiria bastante minha solteirice até arranjar um namorado, mas o problema é que eu não me aceito como sou, não sei porque sou assim, tipo não sinto que faço parte desse mundo, parece que não era pra eu estar aqui, aí fico me perguntando se a vida vale a pena, porque ou eu fico a vida toda sozinho porque eu nao tenho coragem de me assumir e não quero viver com uma mulher, ou eu me assumo e sofro preconceito o resto da vida. Eu ainda sou
      bv aos 18 anos, nunca beijei, porque sei que gosto de homem e não de mulher. Eu penso que fui condenado, não posso sair nas ruas como um casal normal pra namorar, e não posso ter filhos, minha vida não faz sentido, tenho tudo o que alguém pode querer, uma familia, trabalho, faculdade, amigos, mas porque deus me negou algo tão basico como a heterossexualidade, porque? Eu só queria olhar pra uma mulher na rua e sentir desejo por ela, eu só queria ter beijado as meninas que pediram pra ficar comigo e depois ter perdido a virgindade com elas e gostado disso, só queria viver uma vida sem que eu pensasse na homossexualidade a cada 10 segundos, eu só queria isso, ser hetero, mais nada, parece que sem isso nada mais faz sentido, to cansado da vida , to sem rumo, nao quero mais esconder que sou homossexual, mas ao mesmo tempo eu nao quero ser homossexual, o que eu faço? Eu penso será que vou morrer com 80 anos e virgem? Vale a pena eu morrer virgem e viver pra minha mãe e meus irmaos? Eu sei do que eu gosto, eu goste de homem, eu sou jovem, já pensei várias vezes em ir numa balada gls e fazer o que eu mais tenho vontade, beijar um homem e fazer sexo com o primeiro que quiser, mas depois penso que se alguem descobrir ai nao tem mais volta,e ao mesmo tempo eu me sinto sujo por ter essa vontade, todo mundo vai saber que sou gay, e o desgosto nao sei se vou suportar. Eu não tenho com quem desabafar, porque eu tenho que ser assim, quero morrer, mas sou covarde pra me matar, se eu morresse sei lá, de repente , num assalto, minha familia ia sofrer, mas eles nunca saberiam que eu sou gay, e eu morreria com a imagem do menino bonito, jovem , trabalhador, estudante , responsável, menino de ouro, e eu não ia morrer com a imagem do gay.

      Excluir
    3. Aos dois de cima tenho uma história muito parecida, gostaria muito de podermos compartilharmos informações pois sofro bastante também! Se puderem mandar um email dcal.sp@hotmail.com sou mulher e seria um prazer ter contato com vocês!

      Excluir
    4. Cara, hoje tenho 22 anos. Na sua idade eu era bem parecido com você, não me aceitava, era bv e só beijei com 19 anos depois que entrei pra faculdade e conheci um cara que hoje é muito meu amigo,mas sempre tive uma vida de hétero e até hoje não assumi pra ninguém, nem amigos, nem família...Sempre tive medo de ser rejeitado, de todo mundo começar a falar de mim, já que sempre fui notado por todos igualmente a você. Hoje já sou formado. A única diferença entre nós, é que nunca pensei no suicídio, acho que a vida é um presente mesmo com todas as dificuldades. Hoje já me sinto mais confortável com a aceitação, acredito que ter um amigo igual fortaleceu muito o próprio auto conhecimento. Se vc quiser pode contar comigo, se precisar de alguém pra conversar. Meu email é ticooliveira@live.com.
      Abraço!

      Excluir
    5. Eu simplesmente nao agüento, nao agüento mais! Meu pai HOJE, tipo, em 17 anos de vida, só hoje decidiu tomar iniciativa de HOMEM em falar comigo sobre sexualidade. SÓ HOJE! Ele simplesmente esculhambou comigo, disse que eu só tinha amizades erradas, que tudo o que eu faço é pra contrariar eles, que eles sabem o que é melhor pra mim sempre. Ok, podem até saber, ou ter uma ideia do que é essa sapiência, mas onde entram minhas vontades, meus gostos, minhas idéias?
      A gente passou mais ou menos 1h e 20min no telefone. Ele disse que homossexualismo é algo anormal, que eu preciso de amigos normais, que a forma como estou sendo aconselhando e levando a vida não é algo bom. Sabe aquele momento em que a perplexidade enche seu coração e você pensa: Como eu pude vir de alguém assim, um homem que fala "devemos respeitar a todos", e quando nota que o filho esta indo por um caminho que ele não traçou, simplesmente desrespeita, prende e repreende o menino como um animal de circo (que fique bem claro que eu sou contra a agressão com qualquer tipo de ser). Daí eu me pergunto, será que ele não pensa que eu posso ser feliz da minha maneira? Que quebrando a cara e aprendendo com meus erros eu não me torne uma pessoa melhor? Alias, qual é o conceito dele de felicidade? Vestir uma mascara durante ANOS e levantar uma bandeira com o nome "Eu sou hétero com orgulho" (é difícil por acaso?) não é ser feliz pra mim.
      Eu não nasci pra ser engaiolado, e sim pra viver experiências, ver o novo, viajar e ser quem eu sou realmente. Eu nasci pra ajudar quem precisa de mim, amar, independente do sexo. Amor. É isso o que precisamos! E, por favor, qual é o problema em haver afeto e carinho entre pessoas? Sim, pessoas. O que todos somos afinal, não? Apenas pessoas curiosas se descobrindo. Acho que sei o motivo de tantos pedidos como "Mais amor, por favor" não darem certo: exige-se, mas se não for da maneira esperada, simplesmente não serve. Se joga fora, é descartável.
      Daí meus pais dizem "Não faça isso, isso, isso e isso! As pessoas vão comentar", e eu me pergunto, "E daí?". Tanto faz o que vão falar de mim! Não me importa se eu vou ser o assunto da manhã, da tarde ou da noite. Só não quero ser mais um frustrado vendo a vida passar rapidamente e chegar ao fim dela e me dar conta que não a vivi da maneira que queria ter vivido. É isso! Tão difícil de entender assim?
      Sinto que esta próximo dia em que vou sentar com painho e mainha e dizer: Eu sou gay!
      Acredite, depois dessa conversa com eles hoje, quase 3 horas de choro incessante e muitas reflexões, isso representará a retirada de um peso enorme nas costas, que dará entrada para um orgulho maior ainda: o de ser quem eu sou e não ter mais vergonha disso.

      Desculpa... Eu precisava desabafar :'(

      Excluir
    6. Situação muito parecida com minha. Amigo.

      Excluir
    7. Me identifiquei com sua história, estou numa situação parecida e gostaria de alguém para desabafar tbm

      Excluir
    8. Sua mãe precisa de ajuda. Não por conta de nao aceitar sua opção mas por desejar mal e querer sua infelicidade, ela esta em total desequilibrio, talvez no fundo dos pensamentos dela, pensa que assim voce voltaria atras de sua "opção"

      Excluir
    9. Enfrento a mesma situação. ..a única coisa que difere uma história da outra é a área de formação e o fato de morar sozinho, a minha história para alguns é comum mas para outros atípica.
      Atualmente tenho 25 anos, mas pelos meus longos 22 anos levei uma vida para minha família ver, me relacionava com mulheres, mulheres mais novas para nnão ter a obrigação de manter relação sexual mas sempre que retornava a minha casa me colocava à frente do computador e abria inumeras paginas de internet para ver homens criava perfis de mulheres e ali permanecia a noite inteira.
      Mas chegou a um ponto que nao podia suportar mais, partir para decisão de beijar um homem, confesso que com muita resistencia e um preconceito propio pois nunca fui um admirador do mundo gay. Quando beijei a pessoa de mesmo sexo sentir algo que sempre quiz sentir ao beijar uma mulher, apesar que no dia seguinte me arrependi muito rezei uma missa chorando por achar que havia cometido um grande pecado mas com o tempo as coisas foram tornando se mais normais. Passado alguns meses tendo a certeza do meu sentimento resolvi contar para minha mae, decisao errada, ela nao me compreendeu em nada e em momento algum me disse alguma palavra agradavel de se ouvir, enfim o tempo passou e nossa relacao melhorou muito mas a opiniao dela nao muda, vale resaaltar que minha mae gosta demais dos gays de novela, radio etc. Atualmente me relaciono com uma pessoa que ela gostou demais dele ate o momento que descobriu que eramos namorados. Nao sei o qie fazer, desanimo total, e esta mal
      Com a minha mãe é ...sei lá. ..nem sei descrever...enfim é isso...

      Desculpe os erros de portugues.

      Excluir
    10. Situação parecida! É muito difícil isso

      Excluir
  7. Tenho 15 anos, minha vida eu posso dizer que é um "INFERNO", sou criado pelo meus avós, meu avô que chamo de (PAI) não fala comigo, e ainda diz que eu sou o "Desgosto da minha familia e dele", e por cima de tudo ele vive querendo me batere ofendendo verbalmente, minha avó (Mae) me dá tudo que eu quero, mas ela diz que morre e nao me aceita, isso me machuca bastante, eu bebo e fumo. Faço isso pra ver se eu esqueço todos os problemas que passo !

    ResponderExcluir
  8. Se quiser conversar me passa seu email. .Estou numa situação parecida

    ResponderExcluir
  9. pois é, a vida de gay" não é facil... melhor fingir ser hetero e simplesmente iludir as mulheres e a familia... -_-

    ngm merece ...

    ngm consegue se estruturar aos 16 anos e viver bem... muito menos sem orientação dos pais...

    acho que deveria acabar essa discriminação e intolerância...
    deixa cada pessoa com sua diversidade... seja negro, nerd, homossexual, narigudo sei lá... as pessoas sempre arrajam rótulos...

    seja vc mesmo... ngm precisa saber oq vc eh...

    mas não acho justo vc enganar outras pessoas (esposa falsa)... seja solteiro ou viva com seu parceiro... como "amigo" mesmo... para nao criar esses problemas...

    e quando perguntarem sobre vc...
    vc muda de assunto =)

    ResponderExcluir
  10. Sou bissexual, mi assumi a pouco tempo pra minha familia, so que meu irmao ñ aceita e ñ fala mas comigo. Minhas amigas mi dao super apoio. Tenho 16 anos e sou mulher, oq eu faço.

    ResponderExcluir
  11. Gente eu sou mulher e tenho um relacionamento lesbico a mais d 2 anos,sou muito feliz com ela e a amo muito,no inicio sofri muito pois minha família e nem a mãe dela aceitavam o nosso relacionamento, hj a minha familia ja aceitou e vivemos na minha ksa normal e todos aqui aprenderam a gostar dela. Mais infelizmente não é o caso da mãe dela,pois a mesma não presta e nem aceita o nosso relacionamento, ela nos faz ameaças e minha namorada não sai da ksa dela por medo da mãe dela me fazer mal,pois ela já invadiu minha ksa e quebrou meus móveis e até quis me bater,por causa dessa mulher não conseguimos viver feliz por completo! Mais não conseguimos morar juntas pelo fato d não sabe o q a mãe dela é capaz! Ahh detalhe: tenho 21 anos e a minha familia ja me aceitou e aceitou ela tb e além do meu pai e minha mãe, tenho 9 irmãos e hj todos se dão bem com ela. Enquanto é só ela e a mãe dela,essa mulher transforma nossa vida em 1 inferno!

    ResponderExcluir
  12. Eu simplesmente nao agüento, nao agüento mais! Meu pai HOJE, tipo, em 17 anos de vida, só hoje decidiu tomar iniciativa de HOMEM em falar comigo sobre sexualidade. SÓ HOJE! Ele simplesmente esculhambou comigo, disse que eu só tinha amizades erradas, que tudo o que eu faço é pra contrariar eles, que eles sabem o que é melhor pra mim sempre. Ok, podem até saber, ou ter uma ideia do que é essa sapiência, mas onde entram minhas vontades, meus gostos, minhas idéias?
    A gente passou mais ou menos 1h e 20min no telefone. Ele disse que homossexualismo é algo anormal, que eu preciso de amigos normais, que a forma como estou sendo aconselhando e levando a vida não é algo bom. Sabe aquele momento em que a perplexidade enche seu coração e você pensa: Como eu pude vir de alguém assim, um homem que fala "devemos respeitar a todos", e quando nota que o filho esta indo por um caminho que ele não traçou, simplesmente desrespeita, prende e repreende o menino como um animal de circo (que fique bem claro que eu sou contra a agressão com qualquer tipo de ser). Daí eu me pergunto, será que ele não pensa que eu posso ser feliz da minha maneira? Que quebrando a cara e aprendendo com meus erros eu não me torne uma pessoa melhor? Alias, qual é o conceito dele de felicidade? Vestir uma mascara durante ANOS e levantar uma bandeira com o nome "Eu sou hétero com orgulho" (é difícil por acaso?) não é ser feliz pra mim.
    Eu não nasci pra ser engaiolado, e sim pra viver experiências, ver o novo, viajar e ser quem eu sou realmente. Eu nasci pra ajudar quem precisa de mim, amar, independente do sexo. Amor. É isso o que precisamos! E, por favor, qual é o problema em haver afeto e carinho entre pessoas? Sim, pessoas. O que todos somos afinal, não? Apenas pessoas curiosas se descobrindo. Acho que sei o motivo de tantos pedidos como "Mais amor, por favor" não darem certo: exige-se, mas se não for da maneira esperada, simplesmente não serve. Se joga fora, é descartável.
    Daí meus pais dizem "Não faça isso, isso, isso e isso! As pessoas vão comentar", e eu me pergunto, "E daí?". Tanto faz o que vão falar de mim! Não me importa se eu vou ser o assunto da manhã, da tarde ou da noite. Só não quero ser mais um frustrado vendo a vida passar rapidamente e chegar ao fim dela e me dar conta que não a vivi da maneira que queria ter vivido. É isso! Tão difícil de entender assim?
    Sinto que esta próximo dia em que vou sentar com painho e mainha e dizer: Eu sou gay!
    Acredite, depois dessa conversa com eles hoje, quase 3 horas de choro incessante e muitas reflexões, isso representará a retirada de um peso enorme nas costas, que dará entrada para um orgulho maior ainda: o de ser quem eu sou e não ter mais vergonha disso.

    ResponderExcluir
  13. bom gente.Sou lesbica e tenho 17 anos me assumi quando tinha 14 anos,minha mãe sabe e inclusive toda a minha familia.Minha mãe ela é muito preconceituosa quando ela soube que eu era lesbica deu uma tapa na minha cara,cuspiu na minha cara dizendo que tinha nojo de mim e que não era minha mãe disse que tinha me achado no lixo.Minha mãe quando descobriu minha homosexualidade eu estava vivendo uma historia de amor linda com uma menina,mais a ela era de maior e minha mãe fez o maior escandalo chamando a policia sendo que é claro que defendi a mulher que eu tanto amava quando cheguei em casa minha mãe me bateu que eu fiquei toda roxa com febre muita dor minhas amigas quando viram queria naquele momento denunciar minha mãe,mais eu não deixei,mesmo assim eu ainda continuei namorando escondido por que o amor da gente era maior que tudo,mas minha mãe acabou descobrindo e decidiu pedir a ajuda ao meu tio que odeia gays e lesbicas,meu tio converssando comigo disse me apresentou dois caras e disse que se eu não acabasse com esse namoro ia mandar esse tais caras matar ela e eu chorando com muito medo tive que dizer a ela que não gostava mais dela por que se eu tivesse dito a verdade para ela na hora ela ia na minha casa e descultir denovo com minha mãe do jeito que ela é que não tem medo de nada.Depois disso minha vida ficou cada vez mais pior minha mãe começou a me prender no quarto até hoje fico sem ver nem o sol quando vou para a escola ela me leva e vai me buscar como ela me disse que ia tornar a minha vida um inferno e ta tornando,ela não deixa eu ter amizade com ninguem,não tenho celular minha avó viu que o que ela tava fazendo não era certo minha avó também não aceita mais ela chorou dizendo que se fosse para tar me vendo sofrendo assim acabada ela aceitaria e minha avó quis me tomar da minha mãe mais a minha mãe gritou com minha avó dizendo que ela não ia me levar.Eu até ja joguei na frente de um carro mais infelizmente o carro parou em cima de mim.A todo momento minha mãe fica falando coisa dizendo que é pra eu namorar com um menino eu até tentei por um tempo mais eu vi tava infeliz e não tinha adiantado de nada.Sempre fui uma menina boa estudiosa,carinhosa,sempre ajudei minha mae em tudo,nunca fui daquelas meninas de sair.Eu não queria ser lesbica aliás acho que toda menina que é lesbica não pedio para ser simplimente é por que eu acho que nenhuma quer sofrer assim preconceito.Eu só quero ser feliz do jeitinho que eu sou amando outra menina ter minha vida ter minha mae me aceitando ou ao menos me deixar respirar,por que eu vou confeçar uma coisa de tanto a minha mãe fazer isso comigo me dopar,me levar para casa do meu tio para ela ficar me abusando junto com todo mundo eu tenho mais aquele amor que tinha com a minha mãe.Mais como diz Mãe é Mãe nunca vai deixar de ser todos os dias eu rezo oro peço para Deus me ajudar e as vezes até pergunto a ele o que eu fiz para merecer isso.Só espero que um dia isso acabe e eu possa dizer que sou feliz.Agora só espero que não demore pois a vida passar muito rapido um minuto que passou ontem não irá voltar mais.

    ResponderExcluir
  14. puts, sei nem uq dizer , rs mas vamos lá, sofrer ja virou rotina, as perguntas de "cade a namoradinha" , "olha akela menina ta olhando pra vc , pakera ela" , entre outras , são martilho , não quero fazer sofre quem eu mais quero q sorria, minha mãe, nossa, fico me imaginando minha mãe sofrendo e tal se descobrisse q sou gay , é pessoal sou gay, achu q eu mesmo ainda nao me aceito, a briga com si mesmo é tão forte ,q quando chega a noite ja estou ezalsto, os visinhos as tias os primo é tanta pressão, que vc se torna uma pessoa só uma pessoa timida, uma pessoa q acha q sofrer ja é normal, nãoo sei uq é ser feliz, a felicidade não vem! ja tentei namorar 3 vezes e nao deu certo. as vezes me pergunto se realmente não sou criação de Deus, mas cara ! eu sou criação de Deus sim, eu sei uq é amor , ja amei dimais um cara e tive q deixar ele por medo , medo e muito medo , medo de alguem desconfiar medo de gostar e depois não poder amar, sou dependente dos meus pais, mas a dependencia q mais me encomoda é a dependencia de tentar faze-los felizes e eskecer de min , arumei uma namorada, mas fui o cara mais frio q eu podia ser , foi sen querer , mais é uma coisa q não escolho, não quero fazer ninguem sofrer, tipo essa menina q fikei uns tempos fikei com ela pra agrado dos meus pias, mas nao senti nada por ela, e isso é errado estar iludindu alguen, mas poxa , uq vou fazer tenho 19 ANOS e nunka namorei uq meus pais vão achar, vivo de aparencia, comei agora a falar com duas ou tres pessoa uq realmente sou , estou perdido nao tenhu amigos sabe , akeles amigos de filme , realmente não tenhu... ninguem sabe q ser gay é uma vida complicada, ninguem quer saber , mas todos querem se amostrar fazendu piadas com gays para todos rirem, ninguem sabe uq é lutar 24horas com vc mesmo, tenntando achar uma maneira de tentar ser normal... queria não ligar para opiniões alheias , mas é humilhante ... bom seila estou tão triste, sou triste queria mudar e tentar ageitar as coisas , "mudar, não ser hetero mas me assumir, pq o mais importante É O MEU SORRISO , o meu ser feliz" , os outros ten q me amar do jeito que sou, obrigado Deus, Deus não te da uma cruz maior q vc possa carregar, entao gays SOMOS FORTES KKK :| , queria conhecer mais pessoas :\ ....tenhu um email, no r7 ... me adcionem welitom_tito@r7.com

    ResponderExcluir
  15. sou luana tenho 16 anos eu estou cursando primeiro ano eu trabalho com atendente trestaurante. sou lesbica me assumi com meu 15 anos so que meu pais nao aceita. eu trabalho pra mim so que depois que me assumi minha vida mudo muito e foi pra pior. eu sei que e dificil pra eles aceita sim mais e nao peço uma aprova mais sim um amor de mae e pai. eu nao aguento mais tudo que eu meu eu conpro com dinheiro eles quer dormina. eles me trata muito mal eu nao sei oq eu faço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, meu nome é Milena e tenho 15 anos... minha cituação é até parecida com a sua. Eu estava escondendo mais quando minha mãe descobriu que eu gosto de uma menina ela chegou a ir pro hospital, me fez quebrar meus chips, apagar fotos, parar de sair e até me afastou dos meus amigos pra mim não ter mais contatos com a minha namorada. Me sinto muito mal eu sinto muita falta dela e faz pouco tempo que a gente não se ve, ela já mora longe e agora estou proibida de ve la esta bem pior eu nem sei mais o que eu faço...😰😭

      Excluir
  16. bom galera, me chamo ana, tenho 22 anos, tenho uma mãe mt religiosa (cristão protestante pra ser mais precisa), prega que isso não é coisa de DEUS e como outras mães dizem, preferi me ver dentro de um caixão do que nessa situação, eu estou em um relacionamento já tem 4 anos (sou a primeira mulher da vida dela e em brigas ela costuma dizer q é assim por minha causa) e a mae dela tbm n aceita, já ouvi a avó dela falando umas coisas que me deixaram bem triste e ela morre por causa dessa avó dela e da mãe q faz td por ela, em uma época ela chegou a terminar cmg dizendo que me amava, mas q n poderia fazer isso com a mae dela, q estava confusa, n sabia s era o certo, o que me conforta e me faz seguir em frente é que tenho amigos gays e amigas lesb que saio com eles (claro, sem minha mae saber), me divirto, é o melhor momento pra mim, tenho deixado meus amigos heteros de lado, pois é terrivel ter que ficar no meio deles sem poder me assumir, hj tbm faço faculdade fora, moro a 7 hrs da minha cidade, me sinto livre pra fazer algumas coisas, deixando bem claro que sou super discreta e n quero me assumir aos 4 ventos q sou lesb, mas é terrível ter que viver dessa maneira, mentindo pra minha mae, dizendo que conheci alguns caras, que saio com alguns, sendo q n é bem essa a verdade, amo minha mae, sei que ela sofrerá muito ao saber, pois já houveram suspeitas e quando vi ela chorando, sofrendo fui covarde e n consegui me assumir, disse que era coisa da cabeça dela, que era só uma amiga, q era nosso jeito de cvs e lembrando dependo totalmente dos meus pais, cm disse moro fora, faço faculdade em tempo integral, ainda falta um tempinho pra formar, qnd conquistar minha independencia, n farei tanta questao de esconder, mas só terei coragem de contar, de assumir, se houver algo concreto e q eu n tenha cm reverter a situação, caso contrario acredito q viverei nessa eterna mentira :/

    ResponderExcluir
  17. Gente ontem eu me assumi pra minha mãe foi muito dificil pois eu dava várias indiretas e ela não se tocava, achei que ela desconfiasse pois todos falam que no fundo toda mãe sabe.. Mas não a minha não sabia.Contei pra ela q meu melhor amigo era bissexual e um pouco mais tarde ela perguntou oq eu era e eu disse q já tinha ficado com meninos e meninas e que gostava disso. Depois de várias conversas, choros, brigas e palavras humilhantes dela ela continua não aceitando.Tenho 18 anos e ela ainda me trata como uma criança, acha que eu escolhi a minha sexualidade e que eu posso mudar q eu posso escolher entre ficar apenas com mulheres que é o certo(segundo ela) Disse que eu tenho dominio próprio sobre o meu corpo e que posso mudar por ela! Ela me ligou chorando e dizendo q não dormiu e que não consegue parar de pensar nisso, eu chorei demais mas agora não choro mais não sei mais o que eu sinto diante tudo isso diante da não aceitação dela não sei se choro ou se fico com raiva pelo preconceito dela. Mas acredito em Deus e creio q isso tudo passara e ela me aceite como eu sou!
    Me desejem sorte e por favor orem por mim!

    ResponderExcluir
  18. para você que é homossexual e tem família religiosa que não te aceita, sugira que busque na internet os vídeos orações para Bobby(baseado em uma história real) e o documentário Porque a Bíblia me diz assim (tem histórias de 5 homossexuais e suas famílias religiosas), visite o blog homofobia basta e leia as postagens, uma carta aos "cristãos" fundamentalistas, "verdadeiras igrejas são contra a homossexualidade" mito, tudo o que você precisa saber para compreender a homossexualidade, ser cristão e homossexual parte 1, 2 e 3, Teologia Inclusiva, Onipotência e Onisciência de Deus em questão na homossexualidade, mostre os filmes para sua família, vai uma dica mostre outros filmes para eles que não tenha nada a ver com a homossexualidade como Stuart Little, a fantástica fábrica de chocolate etc, e entre esses filmes mostre o orações para Bobby e o documentário Porque a Bíblia me diz assim, nas postagens do blog homofobia basta você verá que Deus não condena a homossexualidade, Deus te ama incondicionalmente e te aceita, Deus ama sua homossexualidade também, busque a Deus através de Jesus Cristo, busque site de Igrejas Inclusivas(Igrejas que homossexuais e a homossexualidade são aceitos como sendo parte da perfeita criação de Deus), exemplo de sites, jovens gays cristãos, Comunidade Jesus cidade de refúgio, Igreja para todos, Ministério Inclusivo Livres em Cristo..., que Deus abençoe a todos

    ResponderExcluir
  19. Tenho 18 anos e sou lésbica. Recentemente assumi minha condição juntamente a um relacionamento que tem mais de 8 meses. Ainda moro com meus pais e a situaçao aqui não está nada boa. Eles me recriminam, me dizem coisas terríveis e me prendem muito em casa. Não aceitam e disseram que nunca vão aceitar. Dizem que vão me tirar a faculdade, que eu estou cega e que nunca vou ser feliz assim. Amo minha namorada e é ela que me faz ter forças para passar por tudo isso que está acontecendo. Estamos nos vendo pouquissimas vezes porque toda vez que isso acontece é um show aqui em casa. Até meu irmão já se meteu no meio, nos ameaçou e encheu meu celular de mensagens ofensivas. Não sei mais o que fazer, só quero que tudo fique bem logo.

    ResponderExcluir
  20. Meu nome é Guilherme,tenho 18 anos e sou gay,não sou assumido.Minha vida a cada dia que passa fica sem esperanças,não sou feliz,as pessoas se afastam de mim como se eu tivesse alguma doença contagiosa,pelo simples fato de não ser como elas são.Desde criança sou humilhado pelas pessoas,excluído e com poucos amigos.Eu me assumir que sou gay,apenas para minha amiga,única pessoa que confio.Tenho medo de me assumir para minha família,eles não vão aceitar.Meu pai vai se sentir tão humilhado com isso que é bem capaz dele sair de casa e nunca mais voltar,minha mãe tenho a plena certeza que irá me humilhar e esquecer que sou filho dela.E também tenho medo de me assumir para minha família,pois o meu pai está doente,e tenho medo que ele morra com essa notícia.Minha situação aqui deve ser a pior de todas,minha única solução é me suicidar,não quero ser mais infeliz do que já sou.Não vou deixar de ser quem realmente sou para agradar ninguém,não conseguirei arranjar emprego pelo simples fato de ser gay.Vou me suicidar,sei que não farei falta alguma,ao menos não serei uma vergonha para minha família.Sei que jamais irei encontrar alguém que realmente me ame,do pouco tempo de vida que tenho,o mundo me agrediu muito.Estou decepcionado com tudo,não tenho esperanças,não sou feliz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei rapaz, sei que faz tempo que falou isso aqui, mas mesmo que não te conheça, eu me importo, espero que leia isso 😢, porque aí vai significar que não se suicidou, por favor, leia isso e dar algum sinal de que ainda está vivo. 😞 Mesmo sem te conhecer, meu coração doeu 😞

      Excluir
  21. Vontade de chorar...

    ResponderExcluir
  22. Olá tenho 20 anos ,assumi para minha mãe que sou completamente apaixonado por uma menina ,essa menina mora em Sp e eu em Salvador ,minha mãe tomou meu celular escondeu as chaves de casa para me não ir embora ,ela quer manda em me ,ela pensa que tomando tudo meu vai me fazer desisti da minha namora engano dela só me faz querer lutar por ela(namorada) me comunico por skype com ela ,tipo tou sem animo para nada tou nem comendo direito nem dormindo ,minha vida está um Inferno ,minha mãe tá destruindo minha vida ,minha felicidade ela quer mandar em me ,não aguento mais viver assim ,cada dia que passa fico com mais ódio da minha mãe ,não sei mais o que fazer ,fico pensando em fazer algumas besteiras e vou acabar fazendo se isso não acabar ,tou vivendo trancada na minha propria casa sem celular ,estou com muito Ódio ,me ajudem

    ResponderExcluir
  23. Cara sinto atração por homens,mas meus pais sao evangélicos.
    O que faço pra me assumir? Me ajudem
    Obrigado...

    ResponderExcluir
  24. Tenho 14 anos e sou gay e quero assumir a minha sexualidade mais tenho medo da reaçao de todos....ME AJUDEM POR FAVOR

    ResponderExcluir
  25. Olá, meu nome eh Wendy! (pseudônimo) li todos os comentários assim como me identifiquei com a maioria...eu estou no mesmo barco q vcs e apesar de ainda ñ saber o q realmente sou(lés ou bi) sei q ñ sou hetero. Tenho 19 anos e apenas por agora estou a admitir e me aceitar. Ñ eh fácil qdo eu penso q no dia em q eu tiver q contar pra minha família ñ vão me aceitar e principalmente minha mãe. Isso dói pelo fato de q me vêem como uma garota inteligente, estúdiosa, q respeita as pessoas etc...etc...etc. Mas aí sei q qdo eu contar simplesmente vou Passar a ser a "ovelha negra" da família...a "doente","promiscua" e o q mais eles conseguirem usar contra mim...sei q vão fazer isso pois alguns de minha família são religiosos (TJ) . Eu não tenho amigos e saio mto pouco de casa, e já ouvi piadinhas ao meu respeito por pessoas ao meu ver ignorantes, q ñ aprenderam ainda o simples de Respeitar o próximo! Mesmo assim eu sei q devo me manter firme e não baixar a minha cabeça, ñ eh fácil é vdd! -"Eh como ter q matar um leão por dia" (modo de expressão!). temos q aprender q ñ somos uns superiores aos outros. Somos todos seres humanos em q a vida qual nos foi soprada eh um grade mar de aprendizado, descobertas e sensações (natureza humana).
    Desculpem o desabafo! Vou continuar orando para q Deus continue nos dando forças todos os dias para q possamos continuar seguindo em busca da nossa (por direito) felicidade, liberdade e dignidade...afinal, o Amor e o Respeito são o q realmente importam.

    ResponderExcluir
  26. Me chamo Matheus, tenho 16 anos e me assumi ano passado, dai em diante fui restrito de me comunicar com meus amgs e com conhecidos, adoraria poder chegar e me impor diante da situação mas infelizmente amo muito minha mãe Mesmo ela tendo dito que se eu continuasse com essas ideias q ela iria se matar e me matar.

    ResponderExcluir
  27. Bom pessoal tenho 30 anos e descobri que sou lesbica apos anos lutando contra, cheguei a me casar e tenho uma filha, porem tem algum tempo que sai do meu casamento devido a esse fato, cheguei no meu marido e abri o jogo, confesso nao foi facil pra ele, mesmo depois que nos separamos ele esperou 1 ano pra ver se eu mudava a respeito. Mais ele foi tranquilo quem deu trabalho foi minha mae e ate hoje vive no meu pé, ela fala que sou bonita pra jogar a vida no ralo, que eu teria qualquer homem que eu quisesse, cada coisa. Estou em um relaciomanento com uma moça hoje ela é um pouco mais nova e ainda vive com os pais, e a familia dela ainda é pior que a minha nao aceitam de forma alguma acham uma falta de vergonha na cara. Gente eu nao estou aquentando tanto preconceito e tanta crucificação que sofremos. Ate quando teremos que sofrer tanto por sermos assim.

    ResponderExcluir
  28. Eu morri sentimentalmente depois q me assumi gay. Minha família despreza tudo q eu sou. Duvidam da minha capacidade dos meus sonhos. Minha mãe ficou a mil quilômetros de mim. E mesmo estando na minha frente, fala mal de gay. E diz q detesta esse tipo de gente. Quando as pessoas perguntam sobre os meus irmãos, ela nunca fala de mim. É como se eu não existisse. Meu irmão mais do meio, que é mais velho que eu, me persegue. E me maltrata muito. Sempre quando eu discuto com alguém, ou vice e versa sou mandado pra fora de casa. Eu sempre sou errado. Independente de qualquer coisa. Desde os 19 anos q minha vida perdeu o sentido. A tristeza e a vontade de sumir me assolam 24 horas por dia. E pra completar eu namoro um cara ríspido e cruel que também me maltrata. Já perdi a esperança de ser alguém na vida. Me sinto morto,sem vontade pra nada. Me assumir gay foi a pior coisa que fiz na vida. Porque isso desencadeou uma série de acontecimentos e sentimentos q me destruíram. Hoje vivo isolado em um quarto que mais parece uma ilha. Não como direito, não durmo mais, trabalho só pra me manter. E isso já dura 10 anos. Minha vida se tornou totalmente cinza depois que me assumi gay.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, não tenho coragem de me assumir. Vivo triste pelos cantos e não tenho ninguém para conversar!! Minha vida ta horrível.

      Excluir
  29. É um erro épico da medicina. Oxitoxina. Mesmo sem eu me assumir, minha mãe me trata como um lixo. Se eu me assumisse, ja era!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pq ela ja percebe isso em vc

      Excluir
    2. Outra coisa ... estou lendo esses depoimentos pra ver se isso me ajuda a mudar e tenho amigos gays e como vcs relatam aqui eles tb e sabe o que percebo! Se ser gay é legal , natural ...normal pq vcs sofrem tanto com isso ? Pq vcs tem vontade de se matar ...depressão bipolaridade crises de identidade com isso? Pq vcs são tão infelizes ? Não me digam q e por causa das opinioes alheias pq nao é ...afinal vcs mesmo lá no fundo se culpam por serem assim e sente que tem algo errado ...só não sabem explicar o que é e nem o porque !

      Excluir
  30. Sou mãe e percebi algo no meu filho eu o pressionei a dizer e enfim confessou que era gay , nos mudamos da casa da minha família pois o avô dele estava com cancer terminal e não gostaria de dar esse desgosto de ele ver o primeiro neto gay...enfim ele faleceu .mas a minha relação com meu filho ě uma porcaria . Ele é um ótimo menino ... mas nenhuma mãe na vida quer o seu filho gay nenhuma , tento trabalhar isso na minha cabeça mas ta dificil e se acaso eu bebo eu brigo com ele xingo depois é como se me desse raiva dele querer ser assim vcs criticam suas mães mas não teem ideia do que sofremos com isso é horrível !

    ResponderExcluir
  31. Ninguem carrega um bebezinho na barriga trata com o maior amor do mundo ...sinha que ele se torne um grande homem que forme uma familia e aí qd ele se torna um adulto vira gay querendo ficar com outros homens ...qual mãe quer isso nenhumaaa e as promiscuidades do mundo lgbt e os preconceitos as piadas humilhações ...Sabe o q digo ao meu filho ...Se prepara e estude e seja bem sucedido pq um homem hetero fracassado a sociedade discrimina ....mas um homem gay fracassado ...pobre derrotado o mundo passa com um rolo compressor sobre ele .Quer tentar fazer as pessoas te respeitarem? Foque nis estudos e na carreira e sejam muito ...mas muito melhores que os heteros e mesmo assim ainda não estara livre de preconceito não julguem a mãe de vcs pode ter certeza q elas sofrem muito mais eu qd discuto com meu filho fico pessima penso nisso tds os dias e ainda não cinsigo aceitar isso

    ResponderExcluir
  32. Oi... Meu nome é Milena tenho apenas 15 anos. Eu me apaixonei por uma menina e minha mãe acabou descobrindo! Ela não aceita de jeito nenhum diz que isso vai sijar o nome dela... fez eu me afastar de quem eu amo e vive colocando religião no meio. Sera que se for pra ver por esse lado sera que só eu peco? Ela não deixa eu escolher o que eu quero pra minha vida isso também não seria um pecado? 😔 não sei mais o que fazer a pessoa que eu realmente gosto esta distante de mim e eu não posso ve la...😢😭

    ResponderExcluir
  33. Ola sou Gay Tenho 18 Anos e me Apaixonei pelo meu Amigo, Que conheci Ressente tipo Conheci a Uns 4Meses, Mas Só Agora que vi realmente que estou apaixonado, Sabe uma pessoa que só quer acorda e ver aquela pessoa do lado, Sabe Aquela pessoa que quer saber o que a Outra ta Fazendo no Exato momento? Tipo Sei La... Ele Não Sabe, Mas já Tivemos um Rolo Já Tranzemos foi dessa primeira e última vez que Tranzemos que eu me Apeguei nele.. Afinal ele tem 15Anos e eu 18 O que eu Faço Pra Contar Pra ele Que estou apaixonado por ele pois tenho medo de levar Uma Varada e Acabar perdendo a Amizade dele...

    ResponderExcluir
  34. Boa tarde a todos.
    Estou passando por essa mesma situacao.
    Minha mae nao aceita eu estar com outra mulher.
    Diz ao ponto que se ver vai comecar a gritar na rua.
    Nao fala comigo,esta me tratando como uma estranha.
    Estou muito chateada com tudo isso,nao queria que fosse dessa forma.

    ResponderExcluir
  35. Olá! meu nome é Giullia tenho 17 anos, nesse exato momento estou passando novamente pela situação de enfrentar minha família por ser gay é pois quando tinha 12 anos de idade falei que gosta de garotas e não meninos o que me aconteceu?
    tomei uma surra até desmaia e foi retirada de vários amigos os anos passaram e aqui estou eu com 17 anos passando por tudo de novo... ontem minha mãe me viu com minha namorada no ponto de ônibus e nos humilhou e agora estou aqui tendo que abrir mão de meu namoro da minha felicidade por conta dela, isso dói tanto pois minha família nem minha mãe me escuta já tentei conversa e tudo mais eles não escutam.
    Com lágrimas caindo ainda tenho escutam esperança que posso encontrar minha namorada e vivemos de novo nosso amor pq tiver que deixa ela ir para que não sofra mais. tenho duns dores agora uma da perda de meu amor e outra de não ser aceita pela família é não tenho motivos pra querer viver mais quero lutar até o fim para que todos saibam que ser gay não é doença nem pecado pois tudo envolver somente a palavra amor e que eu saiba amor vêm de Deus e não do diabo pena que minha mãe não compreende isso. A minha grande pergunta hoje é será que ela ainda vai aprender me ama antes da minha morte?
    calma gente não irei me matar pois quero lutar e vou continua pq vou mostrar a eles que não sou doença e nem desgosto pra família e que sou o verdadeiro orgulho

    ResponderExcluir
  36. Me chamo Rony. Tenho 24 anos e sou Bisexual. Assumi que sou Bisexual para minha mãe tem uns 4 dias e a reação foi bem grosseira. Sinceramente nunca pensei ouvir uma coisa daquela de minha mãe. Uma pessoa que sempre tive um forte laço. Conversávamos, damos risada e saiamos muito. Porém, depois que me assumi como bisexual, as coisas mudaram um pouco. Na minha cabeça me vêem depois pensamos. Um que tme poucos dias e ela ainda estar digerindo o que falei. O outor é que esse pensamento vai permanecer e vai demorar muiiiiiiito para ela aceitar. Não sei qual dos dois vai ser. Mas espero que um dia a minha relação com ela volte a normal. Pois amo ela mais que tudo. Obrigado pelo texto e um grande abraço

    ResponderExcluir
  37. olha tenho um filho gay e preferia q ele tivesse me matado antes de dizer q era gay seria menos dolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se VC sofre imagina seu filho sofrendo preconceito VC é mãe se for uma fase tudo bem se não aceite o seu filho não seje mais uma q vai querer joga lo pra baixo

      Excluir

Essa postagem é minha visão sobre o assunto e a tua qual é? deixe seu comentário